Saúde

Os benefícios da musicoterapia para pets

Ouvir música, hábito tão comum aos seres humanos, é muito agradável e pode influenciar diretamente no bem-estar. Mas seus benefícios não param por aí: podendo ajudar até mesmo os pets.

“Em 2012, morando nos Estados Unidos, conheci a musicoterapia para pets e decidi trazê-la ao Brasil a fim de oferecer aos animais uma técnica útil como coadjuvante nos tratamentos de questões físicas e comportamentais”, explica Cleber Santos, da ComportPet – empresa especializada em comportamento animal e pioneira na aplicação dessa prática no Brasil.

Excelente na promoção do relaxamento de cães, gatos e até aves, a musicoterapia usa a música e diversos elementos (melodia, som, ritmo e harmonia) para promover mudanças positivas (físicas, mentais, sociais, cognitivas e comportamentais) nos pets, auxiliando, inclusive, no bom funcionamento do sistema imunológico.

Por meio das sessões, é possível diminuir o nível de estresse de um animal, fazer com que ele relaxe e responda melhor a um tratamento. Mas é importante lembrar que a técnica deve sempre ser aplicada com a supervisão de um profissional especializado. “Antes de mais nada, é preciso diagnosticar o bichinho e isso somente um especialista pode fazer. Caso seja aplicada de forma inadequada, a musicoterapia poderá ser ineficaz ou até mesmo agravar o quadro apresentado”, alerta.

 

Veja também:
– Terapia alternativa para pets: aromaterapia
– Acupuntura para pets

 

Conheça os benefícios proporcionados pela musicoterapia:

  • » Relaxamento: a exposição frequente à música harmônica tem efeito relaxante, antiestresse, sonífero e tranquilizante sobre os animais. Por isso, ela pode deixar o pet mais tranquilo, fazendo com que ele se sinta mais confortável. Os sons de fundo durante as sessões são escolhidos a partir de uma série de estudos que mostram quais notas são mais confortáveis para eles;
  • » Mudanças físicas: a música atinge diversos órgãos e sistemas dos bichinhos, como cérebro, pulmões, aparelho digestivo, sangue e sistema circulatório, pele e mucosas, músculos e sistema imunológico. “Pesquisas científicas comprovam que a musicoterapia promove efeito analgésico, além de manter o equilíbrio do sistema circulatório e do metabolismo profundo”, afirma o profissional;
  • » Mudanças comportamentais: a técnica tem efeito regulador sobre o sistema psicossomático dos pets. Doenças emocionais, como a depressão, a hiperatividade, a agressividade e a carência afetiva, podem ser combatidas com este tipo de tratamento.

 
Assina cris

Fotos: Banco de imagens
e divulgação

 

Terapia alternativa para pets: aromaterapia | Blog Pets e PatasAtualmente, o uso das terapias complementares nos cães e gatos está aumentando consideravelmente. De acordo com uma pesquisa realizada nos EUA, cerca de 20% dos donos de pets recorrem a tratamentos alternativos quando o animal está com problemas.

 

Algumas técnicas são mais procuradas, como aromaterapia e homeopatia, que trabalham de dentro para fora, fazendo com que eles relaxem, tenham mais disposição, fiquem mais tranquilos, auxiliando também em algumas doenças. No caso da primeira opção, o interessante é que, se o óleo essencial for borrifado no ambiente, todos da casa acabam se beneficiando; além disso, também é possível a aplicação por meio de massagens, durante o banho e em pingentes aromáticos, que podem ser colocados na coleira do animal.

 

Terapia alternativa para pets: aromaterapia | Blog Pets e Patas

 

Mas fica o alerta, ao procurar por um produto para inalação, aplicação ou tratamento específico, é preciso verificar primeiro suas certificações, pois isso atesta a qualidade do produto que será usado. A Terra Flor, por exemplo, é uma empresa brasileira 100% focada nisso, certificada desde 2012 e com produtos de qualidade. #FicaDica

 

Terapia alternativa para pets: aromaterapia | Blog Pets e Patas

 

Confira os óleos essenciais mais utilizados:

 

» Camomila Romana tem um aroma acolhedor e relaxante, ajuda os pets mais estressados e hiperativos a relaxar, acalmando o sistema nervoso, também auxilia a amenizar o stress pré-operatório e é anti-inflamatório;

» Alecrim age como estimulante quando o animal está desanimado e preguiçoso. Alivia dores reumáticas e musculares, é bom para massagem quando o animal está em recuperação de algum trauma;

» Jasmim pode ser usado para controlar o medo e tratar a depressão em cães e gatos, além de deixar o ambiente perfumado e trazer mais benefícios aos moradores.

 

assina redação

Por Talita Ramos
Foto: Banco de imagens

Alerta: pet também pode ter câncer de mama | Blog Pets e Patas

O câncer de mama atinge não só os seres humanos, mas também todos os mamíferos – o que levanta um alerta para quem tem bichos de estimação. Animais domésticos como cadelas, gatas e ratas/hamsters, são algumas das principais espécies afetadas pela doença. Alguns fatores de risco podem elevar as chances de um animal desenvolver o câncer como, por exemplo, o uso de meios contraceptivos (injeções de hormônio utilizadas para não engravidar, comumente utilizadas em cadelas e gatas não castradas).

Os principais sintomas da doença em animais são: dores, inchaço ou aumento das mamas; presença de secreções (cadelas que tem gravidez psicológica com frequência) e caroços na região mamária ou próximo a ela. Para identificar o problema é necessária uma palpação de toda a cadeia das mamas, que deve ser feita minuciosamente por um veterinário. A castração antes do primeiro cio pode diminuir as chances de desenvolvimento de tumores de mama em até 89% para cadelas e em 95% para gatas.

Os donos também podem averiguar se há sinais de nódulos em seus bichos. “No momento em que o animal estiver relaxado em casa, sempre que possível, deve-se aproveitar e investigar se há pequenas bolinhas (nódulos) ou algo anormal no animal”, afirma a médica veterinária Gisele Francine da Silva.

 

***Nota originalmente publicada na Revista Weekend 303

 

assina colaborador

SOBRE

Blog criado pela jornalista Cris Marques, de Guarulhos/SP, apaixonada por animais, mãe do cãozinho Bilbo e das hamsters Bubbles e Marceline (que viraram estrelinha em 2016), e uma fã incondicional de informação e novidades. Quer descobrir mais sobre o mundo pet?

Então seja bem-vindo!


Saiba +

Apoio

Confira os bastidores do “III Dia do AdoCão”, realizado em São Paulo pela Pedigree:


P&P no Facebook