Foto: Banco de Imagens

Receitas saudáveis para o seu cão

Curso online mostra como fazer refeições
saudáveis e criativas sem sair de casa

 

Nem sempre a ração que você oferece para o seu cachorro é saudável. Não raro, ela causa problemas nos rins e no fígado pelo excesso de sódio. Pensando nisso, a Namu Cursos – plataforma que traz aulas online de culinária saudável e práticas corporais de ioga e Pilates – acaba de lançar o curso “Alimentação natural boa pra cachorro: receitas para seu pet”, voltado aos donos que zelam pela saúde e longevidade dos cães.

Com um investimento de R$ 196, mesmo quem não tem prática na cozinha pode se arriscar a preparar um cardápio mais saudável para o pet. São seis aulas, de uma hora cada, com informações, dicas e receitas, que vão desde pratos diários, que substituem integralmente as rações, até petiscos doces. E dá para assistir quando e onde quiser.

Além disso, a iniciativa também pode ser uma excelente oportunidade de negócio, tendo como exemplo a própria trajetória da Fernanda Lima, pet chef  e professora do curso, que fez de sua sua paixão pelos animais uma profissão. “Além de garantir nutrientes essenciais para o organismo e melhorar o sistema imunológico, o preparo caseiro também favorece ganho energético aos cachorros, sensação diretamente ligada ao bem-estar deles”, afirma.

Veja também:
AN: alimentação natural é bem-estar para o cãozinho
Cozinha 4 Patas: AN pet e empreendedorismo
Cães e gatos: alimentação saudável

Pelos com menos queda e mais brilhantes, disposição e peso controlado são algumas das vantagens em optar pela alimentação natural. Mas, vale lembrar, que a AN não é o resto de comida do prato do dono e que seu cardápio, formulado especialmente para o bichinho, também precisa de atenção. “A dieta consiste em obedecer a uma regra de proporções para cada categoria de alimento, lembrando sempre de variar os ingredientes para que o cão receba a maior quantidade de nutrientes possível. Isso tudo sem esquecer que existem alimentos não permitidos no preparo das receitas, como a cebola e a farinha branca”, explica a pet chef.

Para quem está considerando substituir a ração pela opção, Fernanda orienta que o ideal é oferecer a AN gradativamente, de 7 a 10 dias, até que o cão se acostume com os novos sabores. Uma vez feita a troca, não é recomendado intercalar os dois tipos de alimentação, para não sobrepor nutrientes. “Minha sugestão é que as receitas sejam oferecidas de duas a três vezes por dia, de acordo com a rotina da casa”, conclui a professora.

 

Assina cris

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE

Blog criado pela jornalista Cris Marques, de Guarulhos/SP, apaixonada por animais, mãe do cãozinho Bilbo e das hamsters Bubbles e Marceline (que viraram estrelinha em 2016), e uma fã incondicional de informação e novidades. Quer descobrir mais sobre o mundo pet?

Então seja bem-vindo!


Saiba +

Apoio

Confira os bastidores do “III Dia do AdoCão”, realizado em São Paulo pela Pedigree:


P&P no Facebook