Cuidados

Fotos: arquivo pessoal e Puppy Haven 

Cláudia Pizzolatto, psicóloga canina especializada em comportamento animal e fundadora da BitCão | Blog Pets e PatasDar banho nos animais de estimação nem sempre é uma tarefa fácil. Quando se leva ao pet shop, existem inúmeras dúvidas, como achar um local de segurança, se é possível acompanhar o banho do cachorro e principalmente, o valor. Por isso, em tempos de crise, o banho em casa pode ser uma ótima saída. É o que explica Cláudia Pizzolatto, psicóloga canina especializada em comportamento animal e fundadora da BitCão – (Brinquedos Inteligentes para o Treinamento do seu Cão), primeira loja virtual destinada a cães com produtos especiais para ajudar na mudança comportamental e na melhoria do relacionamento entre os donos e seus animais.

 

Confira as dicas da profissional para um banho seguro e tranquilo:

Banho em casa? Confira dicas para deixar o cão tranquilo e seguro | Blog Pets e Patas

 

» Sem aperto
Dê um passeio rapidinho antes do banho para seu amigo se aliviar;

» Sem surpresas é melhor
Pegue tudo o que vai precisar (shampoo, escova, toalha, paninhos), assim não vai ter que parar no meio e ficar com um cachorro molhado e ansioso;

» Tudo é mais gostoso com recompensa
Aproveite e leve uns pedacinhos de petiscos para premiar cada uma das etapas bem sucedidas, até mesmo quando seu peludo simplesmente entrar no local do banho e estiver calmo;

» Cheirinho até debaixo d’água
Deixe o cão cheirar todo o equipamento que será usado no banho: luvas, banheira, vidro de shampoo, escova, etc. Ao final, dê um pedacinho de petisco;

» Água devagarzinho
Se você dá banho no seu banheiro, invista em um chuveirinho manual. Fica muito mais fácil do que dar banho debaixo do chuveirão;

» Um banho sem tropeços (e nem escorregões)
Um tapetinho de borracha vai fazer o peludo se sentir mais seguro e, claro, ajudar a prevenir acidentes;

» Entre o quente e o frio
Procure dar banho em um lugar que você possa fechar a porta, assim o cão não fica desesperado para fugir (e sair correndo como um maratonista). Se não for no banheiro, escolha um local abrigado do vento. Nunca dê banho com água quente, mas procure quebrar a friagem, principalmente se o seu cão for filhote ou velhinho;

» Gentileza gera gentileza
Tenha paciência, seja gentil com seu amigão. Vá trabalhando aos poucos e dando tempo para o cão se acostumar com o desconforto do banho;

» De cima para baixo
– Faça uma “coleira de espuma” em volta do pescoço do peludo para evitar que as pulgas (se houver) corram todas para a cabeça do bichão. Depois vá massageando o shampoo do pescoço para o rabo. Volte para a cabeça e finalize ali;

» Arde ou não arde?
Use sempre shampoo para cachorros formulado para não arder nos olhos. Mesmo usando um shampoo assim, não deixe a espuma entrar nos olhos dele, pois pode causar desconforto ou irritação; Uma boa dica são os bioflorais que além de limpar e perfumar, acalmam o animal e trabalham de forma terapêutica.

» Massagem relaxante
Uma massagem bem gostosa ajuda a espalhar o shampoo e remover a sujeira, mas o melhor é o carinho que você dá para o bichão. Você também pode usar uma rasqueadeira de borracha para fazer a massagem, mas sempre termine usando seus dedos, pois nada é igual à mão da pessoa amada (pelo cão);

» Tá limpo
– Enxague bem, até a água sair bem limpinha e o pelo ficar sem nenhum sinal de resto de shampoo;

» Enroladinho e com carinho
Não economize na qualidade da toalha. Quanto maior e mais felpuda, melhor ela vai enxugar o cão e facilitar a sua vida. Feita de maneira gentil e delicada, a etapa da toalha funciona como um grande carinho e uma recompensa pelo bom comportamento (ou pelo menos tolerância) durante o banho. Se o pelo for longo, não esfregue muito para frente e para trás para não deixá-lo excessivamente embolado;

» E por falar em enrolado e embolado
– Ainda com o pelo úmido, aproveite para aplicar um fluído desembaraçador e evitar aqueles puxões horríveis na hora de escovar, além de deixar o pelo muito mais brilhoso e macio;

» Pelo bom ou pelo mau
– Não precisa esperar o fim do banho para dar pedaços de gostosura para o seu amigão. Pode recompensá-lo durante o banho todo, assim ele vai ficar cada vez mais tranquilo na hora do banho. Mas, se ele não é tão amigão assim quando precisa da sessão limpeza, use uma focinheira de plástico, que pode ser molhada sem problemas e o peludo ainda pode abrir a boca normalmente para arfar e ganhar pedacinhos de petisco (quando estiver comportado, é claro!).

 

assina redação

Por Tamiris Monteiro
Foto: Reprodução

 

Aparelho ortodôntico para cães | Blog Pets e Patas

 

Pode parecer estranho, mas cachorro também pode usar aparelho ortodôntico. De acordo com Thiago Presciotto, veterinário especializado em odontologia veterinária e um dos sócios da empresa Sorriso Animal, os casos de ortodontia canina não são tão comuns como na odontologia humana, por isso muita gente desconhece o procedimento; contudo, existe. “Diferente da odontologia humana, não prezamos a estética, e sim a funcionalidade. Então, quando há um dente que está ocluindo (quando fecha a boca batendo dente com dente) ou um dente que machuca o lábio e língua, ao invés de fazermos extração para corrigir o defeito, temos a opção de trabalhar com o aparelho”, esclarece.

Tendo a indicação para que o animal use o aparelho, o primeiro passo para a futura colocação é fazer um molde em gesso e estudar por meio desse elemento qual técnica deve ser aplicada. “Essa análise ajuda o profissional a identificar se o cão vai usar um aparelho de braquete, que é bem comum na odontologia humana, ou se vai usar um aparelho com elásticos, por exemplo”. Para o profissional, a maior dificuldade é a manutenção, porque sempre que é preciso mexer no aparelho, o animal precisa estar sedado. “A vantagem é que o processo para os cães costuma ser mais rápido do que para os humanos; então, conseguimos trabalhar com uma média de dois a três meses e ter um resultado final”, pontua.

Os problemas ortodônticos podem levar o animal a parar de comer por causa de dor, a ter desgaste do dente, a deixar o canal exposto, entre outras situações. Para o cachorro que usa o aparelho, a higienização é fundamental, e o tutor do animal precisa escovar seu dente pelo menos duas vezes ao dia, que é a quantidade média que se alimentam. “Sempre após as refeições, é necessário escovar os dentes, porque acumula placa, consequentemente tártaro, e a partir disso o cachorro pode desenvolver outros problemas”, alerta.

 

Sorriso Animal Centro Odontológico Veterinário

Rua Elis Regina 45, Parque Renato Maia, Guarulhos. São Paulo/SP
Tel.: 2461-2098
www.sorrisoanimal.com.br

 
***Matéria originalmente publicada na Revista Weekend 343

 
assina colaborador

Imagem: Facebook Pet Anjo

 

Conheça a Pet Anjo, plataforma de serviços pet | Blog Pets e Patas

 

Quem tem um bichinho em casa sabe o quanto uma rotina apertada pode fazer com que a gente não tenha muito tempo para os cuidados que ele necessita. Aqui em casa mesmo, Bilbo passeia, quase sempre, apenas de final de semana, e, como a gente trabalha o dia todo, fica sozinho no QG do Pets e Patas (aka meu apartamento rs). À noite, eu e meu marido, procuramos dar o máximo de atenção: apertar, beijar, “amassar”, jogar bolinha e brinquedos e correr atrás dele pelo corredor do hall, o que era mais frequente antes de termos vizinhos no andar.

Por isso mesmo, no finalzinho de 2013, recorremos a uma creche por uns 3/4 meses (que será assunto de outro post, prometo!) e também já pensamos várias vezes em contratar um Dog Walker (passeador). Porém, sempre me pego pensando em um milhão de coisas e fica difícil confiar “meu filho” a um profissional qualquer. Isso sem contar uma possível viagem a dois, coisa que não fazemos mais depois que o Bilbo chegou.

E foi por meio do blog que acabei conhecendo uma plataforma on-line que conecta cuidadores treinados a donos de animaizinhos: a Pet Anjo, marketplace de serviços pet fundado pela médica veterinária Carolina Rocha e pelo engenheiro Thiago Petersen em 2014, que conta com as certificações internacionais DogTec, CPPS™ (Certified in Professional Pet Sitting™) e Dog Safe™.

No site, é possível contratar serviços de hospedagem domiciliar (morro de vontade de testar isso, de ambos os lados: hospedando o Bilbo e recebendo algum doguinho aqui em casa também), pet sitter (babás de animais), dog Walker e até banho a domicílio.

 

 

Para ter certeza de que os “anjos”, como são chamados os prestadores de serviço cadastrados, são pessoas confiáveis, a empresa tem um processo de seleção bastante rigoroso, seguindo as certificações citadas acima e oferecendo um treinamento de mais de 30h. Além disso, todos os profissionais enviam fotos e vídeos durante o serviço para deixar o dono mais tranquilo.

 

Curtiu a ideia da empresa e quer testar? O Pets e Patas te dá um cupom exclusivo. Basta cadastrar o código PETSEPATAS no site e você ganha R$ 20 de desconto em qualquer contratação acima de R$ 60 até o dia 31 de dezembro de 2016.

 

Ah, e tem mais coisa legal: eles ainda têm conteúdo exclusivo por lá. No link, você confere o mini curso de cuidados básicos para o pet. Basta se inscrever para receber, via e-mail, dicas e informações para melhorar a qualidade de vida de seu animalzinho.

 

Assina cris

SOBRE

Blog criado pela jornalista Cris Marques, de Guarulhos/SP, apaixonada por animais, mãe do cãozinho Bilbo e das hamsters Bubbles e Marceline (que viraram estrelinha em 2016), e uma fã incondicional de informação e novidades. Quer descobrir mais sobre o mundo pet?

Então seja bem-vindo!


Saiba +

Apoio

Confira os bastidores do “III Dia do AdoCão”, realizado em São Paulo pela Pedigree:


P&P no Facebook